Ansiedade e Stress nos momentos decisivos da vida. Como lidar com isso?

Como orientadora e facilitadora no processo da defesa de banca de monografia, por seis anos trabalhando a uma instituição de ensino particular, comprovei junto aos meus alunos a incidência severa dos sintomas de ansiedade e stress. O que se observou que naquele momento foram as algumas respostas do corpo físico dos alunos: o coração bate um pouco mais rápido; há um tremor na voz, as mãos suam, há uma ruborização facial, além da difícil concentração, ou seja, o “branco” nas suas conexões cognitivas.

Numa situação ameaçadora, como a defesa de uma banca, os sintomas são gerados nos alunos abrangem não só as cobranças externas, família, amigos, emprego e sociedade, mas também as cobranças internas do próprio aluno. A ansiedade ao participar, a sensação de apreensão, a preocupação, a angústia nada mais é do que a expressão do medo são sentimentos de insegurança em relação a uma situação que influenciam negativamente no resultado da defesa da monografia.

É normal e compreensível sentir ansiedade e medo antes da defesa de uma banca de monografia na graduação ou de dissertação no mestrado ou mesmo na tese de doutorado. Nesse momento, o nosso corpo diante do imprevisível se prepara para enfrentar, lutar contra ou ainda fugir daquela situação que o aluno esta prestes a encarar um novo desafio de resultado incerto.

O exemplo disso são alunos que não conseguem focar no objetivo final e desenvolver o trabalho, para estes TUDO é mais importante que a responsabilidade assumida. Outros comentam que não conseguem escrever, tamanha é a ansiedade desenvolvida. Alguns utilizam como muletas os problemas familiares, seja econômico, financeiro ou emocional. No resumir de todas estas situações podemos dizer que o medo tomou conta de suas vidas a ponto de se sentirem incapazes, com baixa estima e muita frustração.

Para superar os sintomas será preciso ser resiliente, desenvolver a capacidade de enfrentar e suportar medos e vencer as próprias fraquezas utilizando recursos internos e pessoais como uma nova maneira de encarar a situação adversa. As condutas resilientes nos ajudam no enfrentamento do nosso equilíbrio emocional para desenvolver o nosso melhor desempenho nas situações que nos fazem sair da zona de conforto.

O que contribui para lidar com situações de adversidades, são as relações de afeto construídas ao longo da vida, isto é, ter pessoas ao nosso lado nos apoiando nestes momentos é essencial para um excelente resultado. Além da confiança interna, eu quero! eu posso! eu consigo!

E preciso se dar conta que equilíbrio emocional está diretamente ligado ao seu melhor desempenho, pois afeta a confiança e a motivação. Muitos alunos estão com alto nível de nervosismo e não conseguem acessar o conteúdo desenvolvido. Se você está preparado e confiante para tal momento, pesquisou e estudou com seriedade não há motivos para estar nervoso. Mantenha sua mente no presente, focado no exercício da respiração para poder ficar mais centrado.

Nos momentos de stress é preciso aceitar e compreender o seu nervosismo, para evitar que a sua ansiedade atrapalhe o seu desempenho. Lembre-se da respiração para seu alto rendimento.

Para superar seu desafio, nada pode tirar a sua concentração, nem mesmo o famoso “frio na barriga”. Este sintoma de stress pode ser ocasionado pela pressão da aprovação e do seu desempenho na defesa da banca. Pois, naquele momento terá que enfrentar professores arguidores, professor orientador e uma plateia composta de familiares, amigos e acadêmicos, tendo em vista que é um evento aberto ao público.

O medo, a preocupação excessiva, a angústia, aumentam a fadiga, dificultam a concentração e consequentemente atrapalha a memorização e afeta a realização da defesa e compromete o resultado do candidato. Quando se está fazendo algo desafiador é preciso alinhar a mente de forma positiva, moldando seu pensamento sob o ponto de vista positivo sobre si mesmo, sobre o mundo e sobre o futuro.

É importante não acreditar em tudo que pensa, é preciso se conectar com a sua energia, criar gatilhos com imagens, palavras e mantras para superar padrões negativos. O pensamento é uma voz interna que fala conosco o tempo todo, cujo teor pode ser bom ou ruim. Os pensamentos negativos geram sensações de falta de amor por você, são do tipo “você não vai conseguir”, “você se sente incapaz”, já os pensamentos positivos podem ser expressados como “confie, você pode”, “você está pronto para este desafio”, contribuem para alcançar o prazer da liberdade de sentir emoções necessárias, úteis e justas, além de expressá-las de forma assertiva.

É importante cuidar de você. Cuidar do seu controle emocional. Para tanto será necessário tomar algumas atitudes:

1) Exercícios físicos regulares, que irá aliviar suas tensões o stress e promove um bem estar; 2) Descanso de 8 horas diárias de sono, dormir bem é essencial para um bom desempenho; 3)No dia da banca sair de casa com antecedência para evitar a ansiedade;

4) Utilize a técnica da respiração para se manter calmo.

Para acalmar a mente e orientar nossos pensamentos é necessário utilizar a atenção na respiração e perceber qual o pensamento padrão criado ao longo da vida. Será necessário focar a sua atenção na respiração (no fluxo de inspiração e expiração). Prestar atenção no ar que entra e sai do seu nariz, no movimento do abdômen quando entra o ar e quando ele sai, preste atenção apenas nesse fluxo contínuo. Não force a respiração, apenas relaxe e observe-a. Os pensamentos vão aparecer, o que você tem que fazer é voltar a atenção para a respiração. Quando perceber que está a ter um determinado pensamento negativo, não se culpe nem entre em stress, apenas relaxe, dirija a sua atenção para qualquer parte do corpo que estiver tensa e relaxe. Em seguida volte o foco para o gatilho, que é a respiração. Você terá que ser mais persistente que os pensamentos, acredite, tem um momento em que eles cessam.

Por que respirar? Segundo Kareema Marinho, a respiração propicia uma grande limpeza nas toxinas produzidas por emoções não expressadas que se imprimem na memória das células. A respiração consciente é utilizada para atravessar os portais do medo, da ansiedade, da angustia e liberar todos os bloqueios que geram um sentimento de insegurança e o impedem de enfrentar desafios e situações . Assim, quando se pratica a respiração, se elimina a ansiedade, e por consequência, você aumenta seu foco, aumenta a sua concentração, você tem maior clareza para administrar as emoções, além de proporcionar um encontro com o seu Ser Divino, ancorado no amor.

#conhecendosuaessência #potencial #respiraçãoconsciente #REALIZAÇÃOPROFISSIONALCOMORENASCIMENTO #SEGUIROCORAÇÃO #RESPIRAÇÃOCIRCULAR #RENASCIMENTOSISTÊMICO #RENASCIMENTO #RESPIRAÇÃOCOSCIENTE #gerenciamentodostress #controlarostress #stress #trabalhosuniversitários #monografia #stressnamonografia

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo